Pernambuco

Aborto espontâneo no Rio de Janeiro: morte de jovem durante procedimento de curetagem

aborto-espontaneo-no-rio-de-janeiro:-morte-de-jovem-durante-procedimento-de-curetagem
Aborto espontâneo no Rio de Janeiro: morte de jovem durante procedimento de curetagem
20240703104030460746a

” data-image-caption data-medium-file=”https://i0.wp.com/pernambuconoticias.com.br/wp-content/uploads/2024/07/20240703104030460746a.png?fit=600%2C400&ssl=1″ data-large-file=”https://i0.wp.com/pernambuconoticias.com.br/wp-content/uploads/2024/07/20240703104030460746a.png?fit=696%2C464&ssl=1″ tabindex=”0″ role=”button” src=”https://i0.wp.com/pernambuconoticias.com.br/wp-content/uploads/2024/07/20240703104030460746a.png?resize=696%2C464&ssl=1″ alt=”20240703104030460746a” data-recalc-dims=”1″>

Rio de Janeiro, RJ – Uma família do Rio de Janeiro está acusando o Hospital Rocha Faria, localizado em Campo Grande, na zona oeste da capital, de negligência médica após a morte de Larissa Vitória de Souza Pereira, de 18 anos. A jovem faleceu durante um procedimento de curetagem na última sexta-feira (28/6), em decorrência de um aborto espontâneo.

De acordo com os familiares, Larissa estava grávida de quatro meses quando sofreu o aborto. Ela foi internada no hospital para a remoção dos restos da placenta, mas durante o procedimento teve o intestino perfurado, o que levou à sua morte.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou que abriu uma sindicância para apurar o ocorrido. Paralelamente, a Polícia Civil também iniciou uma investigação para esclarecer as circunstâncias da morte da jovem.

As informações sobre o caso foram divulgadas pelo portal de notícias G1. A família de Larissa busca respostas e justiça para o que consideram um erro médico que resultou em uma tragédia.

Investigações em curso

A sindicância aberta pela Secretaria Municipal de Saúde visa apurar possíveis falhas no procedimento e determinar se houve negligência por parte dos profissionais de saúde envolvidos. Já a investigação da Polícia Civil busca colher depoimentos, analisar prontuários médicos e avaliar os protocolos seguidos durante o atendimento.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais, onde amigos e familiares de Larissa expressam sua dor e indignação, exigindo uma resposta rápida e transparente das autoridades.

Posicionamento do hospital

Até o momento, o Hospital Rocha Faria não se pronunciou oficialmente sobre as acusações de negligência. A direção da unidade de saúde está colaborando com as investigações e aguardando os resultados das apurações para tomar as medidas cabíveis.

Fonte: G1

Fonte: pernambuconoticias.com.br

Tags