Mais Pajeu

Palavra do Dia: Proteja-se da corrupção

palavra-do-dia:-proteja-se-da-corrupcao
Palavra do Dia: Proteja-se da corrupção

Portanto, meus irmãos, por causa da grande misericórdia divina, peço que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao seu serviço e agradável a ele. (Rm 12.1)

A situação de uma pessoa torna-se muito séria quando o pecado domina em definitivo a sua mente. Quando ela se acomoda, deixa de reagir, de se escandalizar, de reprovar. Isso pode acontecer com um indivíduo ou também com uma nação ou geração inteira. O livro do profeta Isaías começa descrevendo um quadro horrível. Israel se revoltou, se bestializou, abandonou a ideia de Deus, blasfemou, começou a andar para trás, se prostituiu. A expressão mais forte de Isaías está nos versos 5 e 6: “Toda a cabeça está doente e todo o coração está enfermo. Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, contusões e chagas inflamadas, umas e outras não espremidas nem atadas, nem amolecidas com óleo”. Há pouca possibilidade de cura, de recuperação, quando o câncer do pecado toma conta da mente.

Em Romanos 1, Paulo menciona e analisa a depravação dos homens e mostra os efeitos dela sobre a mente: “Tornaram-se nulos em seus próprios raciocínios” (v. 21); “Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos” (v. 22); “O próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes” (v. 28).

Os cristãos não devem se conformar com o mundo. Paulo adverte: “Transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2). Essa é uma das maneiras de proteger a mente da corrupção. A outra seria a aquisição daquilo que Paulo denomina a mente de Cristo (1Co 2.16). Sem dúvida alguma, a leitura cuidadosa e constante da Palavra de Deus e a comunhão diária com ele produzirão a mentalidade de Cristo. Não há outra vacina tão eficiente quanto esta para impedir o processo de degeneração da mente, que termina na mais trágica de todas as situações.

Retirado de Cuide das Raízes, Espere pelos Frutos, [Elben César]. Editora Ultimato.

Fonte: maispajeu.com.br