Farol de Noticias

‘O senhor não quer filhos de ST fazendo medicina’, diz presidente da CMST

‘o-senhor-nao-quer-filhos-de-st-fazendo-medicina’,-diz-presidente-da-cmst
‘O senhor não quer filhos de ST fazendo medicina’, diz presidente da CMST

'O senhor não quer filhos de ST fazendo medicina', diz presidente da CMST

Na sessão ordinária dessa terça-feira (18), os parlamentares Manoel Enfermeiro e André Maio protagonizaram uma breve discussão sobre tramitação de projetos na Câmara de Vereadores de Serra Talhada.

A polêmica começou após o vereador de oposição, André Maio, reclamar que o projeto de lei sobre moradores de rua, de sua autoria, foi retirado de pauta mais uma vez.

O vereador reclamou ainda que o projeto de lei do curso de medicina teve sua tramitação acelerada sem que a estrutura da Autarquia Educacional de Serra Talhada estivesse preparada para receber a nova estrutura.

'O senhor não quer filhos de ST fazendo medicina', diz presidente da CMST

“Não contrataram médico, não abriram processo licitatório. Não é assim de uma hora para outra. Não estou desejando mal, nem criticando. A preocupação da gente é que aconteça igual a outros cursos que tinha na Fafopst antigamente e que eram de péssima qualidade. Fizemos um projeto de lei para nenhuma pessoa morar nas ruas. Já debatemos, já veio Ministério Público, já veio polícia Militar e Civil e a gente não consegue votar o projeto”, disse Maio.

Manoel Enfermeiro, vereador da situação e presidente da Casa Legislativa, explicou o motivo do Projeto de Lei de André Maio ter sido retirado de pauta e defendeu a urgência de votação do projeto para o curso de Medicina em Serra Talhada.

“Eu tirei de pauta com responsabilidade porque foi pedido pelo Ministério Público, não estou aqui fazendo politica pequena.  Vossa Excelência fala do curso de Medicina. O curso de medicina aqui em Serra Talhada vai ter responsabilidade. Eu trouxe os professores hoje para discutir o que é melhor. Eu acho que os senhor não quer o bem de Serra Talhada não. O senhor não quer um filho de Serra Talhada fazendo medicina. Vossa Excelência tem problema com o MP resolva o senhor e o Ministério Público. Será que aqui é a casa de mãe Chica?”, indagou Manoel.

André Maio fez sua tréplica e alfinetou o presidente da Câmara sugerindo que ele cumprisse a função parlamentar e parasse de defender o governo Márcia Conrado.

“Obedeça o regimento presidente. Faça a sua função como presidente. O senhor não é líder de governo. Não estou falando mal do Ministério Público. Vossa Excelência está colocando palavras em minha boca. O problema é do município que não está cuidando dos moradores de rua”, arrematou o vereador.

Fonte: faroldenoticias.com.br